Reprodução: Facebook/Taurus Armas.

Questionado sobre Lula ter recuperado seus direitos políticos, o CEO global da Taurus Armas, Salesio Nuhs, minimizou os possíveis efeitos da notícia nos balanços da companhia Bolsonaro-friendly que ele comanda.

Minimizou, não. Ele disse mesmo que se a esquerda voltar ao poder no Brasil isso pode ser bom para os negócios. Questionado sobre o “efeito Lula”, Nuhs saiu-se com esta:

“O que pode mudar é a questão do direito do cidadão de possuir uma arma para a legitima defesa, mas não chega a impactar financeiramente a empresa. Pelo contrário. Nesses próximos anos, se houver a possibilidade de voltar um governo de esquerda, mais restritivo à questão das armas, haverá um grande aumento da procura por armas nas lojas no Brasil, da mesma forma que acontece nos Estados Unidos quando o partido Democrata é eleito ou quando há a possibilidade de ganhar as eleições. Se for assim, irá se refletir aqui o que está acontecendo nos Estados Unidos: uma grande correria para a compra de armas de fogo”.

Capitólio feelings? Discurso de ódio? Não. É só análise de mercado, gente.

Uma resposta em “Presidente da Taurus diz que se esquerda voltar haverá ‘correria’ por armas de fogo”

Comentários estão fechados.